quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

RESENHA: Belgravia

“Não pela primeira vez, ela se perguntou como a ameaça da guerra, a presença próxima da morte, parecia aumentar as possibilidades de vida.” (FELLOWES, 2016, p. 28). 

***

Sendo fã da série Downton Abbey, não poderia deixar de conferir Belgravia, escrito por Julian Fellowes, criador e roteirista da série. 

James Trenchard e sua família se mudam para Bruxelas, pois o comerciante é o principal fornecedor do Duque de Wellington, responsável pela tropa britânica na região. É na cidade prestes a entrar em guerra que Sophia Trenchard conhece Edmund Bellasis, filho único de uma importante família inglesa. Vinte e cinco anos depois, os acontecimentos ocorridos naquele período impactarão a vida de ambas as famílias de formas inimagináveis.

O primeiro fator que chama atenção é habilidade do autor em costurar a trama, mostrando como as vidas de personagens tão diferentes podem se entrelaçar. Belgravia é tão bem pensando que vemos como cada ação, até mesmo as mais insignificantes, tem uma consequência correspondente. 

Não se pode dizer que a estória de Belgravia seja a mais original, entretanto, Fellowes soube não apenas como desenvolver todos os arcos da trama, mas também como aproveitar cada personagem ao máximo. E mesmo não reinventando a roda, preciso admitir que me surpreendi com o desenrolar da estória em alguns momentos. 

Fellowes também merece elogios por criar personagens tão vividos e reais, que são pessoas com qualidades e defeitos, mantendo distância da visão maniqueísta de mocinhos e vilões. Como era de se esperar do criador de Downton Abbey, até mesmo personagens secundários — como os empregados — possuem vida e participam ativamente da trama.

A narrativa é envolvente e transporta o leitor para a Inglaterra do século XIX, entretanto, o autor peca por ser repetitivo em diversas ocasiões. Assim, ao reafirmar inúmeras vezes fatos que já são de conhecimento do leitor, a sensação que fica é de que Fellowes está enrolando. Por isso, creio que o autor poderia ter condensado melhor o livro, tornando-o mais dinâmico. 

Também é preciso mencionar que o autor recorre, em alguns momentos, a certos clichês que deixam um gostinho de dramalhão mexicano e que poderiam ter sido evitados. Além disso, algumas cenas e até mesmo ações de alguns personagens evocam acontecimentos ocorridos em Downton Abbey, o que deixa a sensação de “já vi isso antes”. 

Fellowes inicia o livro declarando que o passado pode parecer como um país estrangeiro, mas que independentemente do tempo e dos costumes, nossas decisões ainda são motivadas pelo amor, ambição, avareza, inveja, altruísmo, entre outros sentimentos. Tais palavras não poderiam ser mais precisas para definir a essência de Belgravia, pois são estes elementos que permeiam a estória e que fazem com que todos os leitores possam se identificar com a obra

Apesar de não ter sido uma leitura tão memorável quanto eu esperava, Belgravia certamente entrega o que promete: uma estória de segredos, intrigas e escândalos. 

Título: Belgravia (exemplar cedido pela Editora)
Autor: Julian Fellowes
N.º de páginas: 430
Editora: Intrínseca

17 comentários:

Luiza Helena Vieira disse...

Oi, Alê!
Confesso que tenho vontade de ler esse livro somente pelo fato do autor ser o criador de Downton Abbey. Por algumas resenhas que li, as histórias são parecidas.
Beijos
Balaio de Babados
Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

Marília Leocádio disse...

Tem um bom tempo que ando querendo ler o livro mais nunca tenha lido nenhuma resenha tenho o primeiro volume no formato digital e penso que será um ótimo história.
Até mais!!!

Juliana disse...

Olá!

Não conhecia este livro, gostava bastante da série Downtown Abbey, fiquei curiosa por causa da sua resenha.
Adorei!
Um super beijo

Livros em Contexto

Gabriela CZ disse...

Como pretendo ver Downton Abbey um dia esse livro está meio que na minha "lista de espera", Alê. Como a história nada tem a ver com a série talvez até leia antes, não sei. Mas é bom ver que apesar de alguns deslizes é um livro muito bom. Ótima resenha.

Beijos!

Sil disse...

Olá, Alê.
Creio que gostarei do livro. Ainda não assisti a série, mas todas as resenhas que li dele só me deixaram com mais vontade de ler. Por não ter assistido não vou ter essa impressão de já vi isso hehe. Quanto a ter a impressão do autor ficar se repetindo, acho que ele poderia ter colocado menos páginas e resolvido isso hehe. Mas é um livro que ainda vou ler.

Prefácio

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Ale! Eu gostei bastante da leitura e me surpreendi com a quantidade de intrigas da trama! No final das contas fiquei com vontade de ver Downton Abbey rs

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Ariane Reis. disse...

Oie Alê =)

Até agora não li uma resenha negativa desse livro, o que claro só aumenta a minha curiosidade em conhecer a história. Gosto de tramas cheia de intrigas, isso sempre nos deixa com aquela dúvida sobre em quem confiar.

Espero poder ler Belgravia em breve!

Beijos;***
Ane Reis | Blog My Dear Library.

Thalita Branco disse...

Olá Alê!
Desanimei um pouco ao saber que o autor é repetitivo, odeio isso. Mas como grande fã de Downton Abbey ainda quero muito ler hehe
Bjs

EntreLinhas Fantásticas - SORTEIO DE 4 LIVROS + SACOLA DO SKOOB

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Alê! Estou ansiosa para ler Belgravia! Abraço!

www.newsnessa.com

RUDYNALVA disse...

AL~e!
Vez por outra assisto um episódio de Downton Abbey, acho uma série rica, com personagens fortes e bem ao estilo do livro Belgravia, carregado de intrigas, inveja, segredos, escândalos e alguns dramalhões.
Uma pena o autor ter se mostrado repetitivo em alguns trechos do livro, ainda assim que poder ler.
“Eu quase que nada não sei. Mas desconfio de muita coisa.” (Guimarães Rosa)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

Larissa Dutra disse...

Olá, tudo bem? Esse livro parece ser muito bom, já vi ele por aí, e vi falaram bem... Adorei a resenha e fiquei com vontade de ler a obra!

Beijos,
Duas Livreiras

Nessa disse...

Oi Alê
Já estou com este livro aqui para ler, adoro livros com esse tipo de temática, preciso logo me organizar para lê-lo.

Beijinhos
http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

Thaynara ribeiro disse...

Não curto muito livros de intrigas e tal.... Não consegui me envolver com o livro pois não tem os elementos que me atraem

Carolina Garcia disse...

Oi, Alê!!

Eu adorei Belgravia! Hahahaha
Achei alguns momentos repetitivos, como você citou acima. Mas o que realmente me chamou a atenção foi a riqueza de todos os personagens. Ele aproveitou tudo o que pode de cada um mesmo.

Não tinha pensado que parece um drama mexicana, mas é verdade! Hahaha
Enfim, vou tentar achar os outros livros dele para ler em algum momento também. :)

Bjs

http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

Marta Izabel disse...

Oi, Alê!!
Gostei bastante da resenha. Fiquei bem interessada em fazer a leitura do livro. Mas fiquei um pouco decepcionada por autor ser repetitivos em alguns momentos.
Beijoss

suzana cariri disse...

Oi!
Ainda não assistir a Downton Abbey e não sabia que o autor do livro era criador e roteirista da serie, achei bem interessada, faz um tempo que estou interessada nessa serie, parece que essa historia nos trás uma trama bem desenvolvida, envolvente, cheia de mistérios e impactos, fiquei curiosa para conhecer essa historia !!

Ana I. J. Mercury disse...

Parece ser uma leitura realmente interessante. Bem escrita e bem trabalhada, levantando questionamentos humanos. Principalmente na parte dramática.
Assim que der, vou querer ler sim.
bjs

Postar um comentário

 

Além da Contracapa Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger